Sexta, 19 de Julho de 2024
15°C 32°C
Barra do Garças, MT

Primeira audiência sobre assassinato de mãe e filhas é adiada para ma

A sessão deveria ter ocorrido essa semana, no dia 23, mas foi adiada para maio.

25/04/2024 às 13h38
Por: Redação Fonte: José Carlos Araujo com Gazeta Digital
Compartilhe:
arquivo: kb2notícias
arquivo: kb2notícias

A primeira audiência referente a Chacina de Sorriso (420km de Cuiabá), quando foram mortas a mãe, Cleci Calvi Cardoso, e 3 filhas Miliani, Manuela e Melissa Calvi Cardoso, foi remarcada por conta de um conflito de agenda do defensor público designado para fazer a defesa do réu, o pedreiro Gilberto dos Anjos. A sessão deveria ter ocorrido essa semana, no dia 23, mas foi adiada para maio.

 

A nova data definida é  2 de maio, às 13h30, no município de Sorriso, em modalidade virtual. A mudança se deu, pois o defensor do caso foi nomeado para fazer atuar em audiência de processos em Sinop (500km de Cuiabá) em outro caso mais antigo, com presos desde maio de 2023.

 

A nova data foi confirmada pelo advogado Conrado Pavelski Neto, que representa a família Calvi Cardoso. Por conta do sigilo do processo, a audiência será restrita para as partes envolvidas no processo.

 

Em relação ao andamento do caso, Conrado destacou que o réu deve ser submetido a júri popular e, possivelmente, será aberto mediante as condições de segurança no local. Com sessão em Sorriso caso a defesa do réu não solicite o pedido de desaforamento para outra comarca apresentando motivos plausíveis.

 

“Eles [defensoria] podem pedir o desaforamento para ser realizada em alguma comarca aqui da região. Mas eu creio que isso não acontecerá, pois qualquer comarca que for feita terá a mesma estrutura e a estrutura em Sorriso é excelente. Em questão de imparcialidade isso não tem como controlar, [...] mas creio que será aqui, se o crime foi aqui será aqui. A gente quer que a população de Sorriso que julgue”, afirmou.

 

O advogado que acompanha também o marido de Cleci Calvi Cardoso e pai das meninas, Miliani, Manuela e Melissa, informou que Regivaldo Batista Cardoso está tendo acompanhamento psicológico e ainda se encontra abalado por conta dos fatos. Atualmente ele reside em Sorriso e mora com a sogra, mãe da esposa, Cleci e avó de suas filhas. Recentemente recebeu visita da mãe. 

 

Em março ele esteve no Senado para acompanhar o andamento do projeto de lei que prevê a criação de um “Cadastro Nacional de Pedófilos e Predadores Sexuais” e para fortalecer o combate aos crimes contra mulheres.

https://www.kb2noticias.com.br/noticia/24968/policia-civil-prende-em-flagrante-suspeito-que-assassinou-mae-e-filhas-em-sorriso-mt-criminoso-confessa

Cleci Calvi Cardoso, 46, e suas filhas Miliane Calvi Cardoso, 19, Manuela Calvi Cardoso, 13, e Melissa Calvi Cardoso,10, foram encontradas mortas na manhã desta segunda-feira (27), no bairro Florais da Mata, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá). As vítimas estavam degoladas e 3 delas nuas.

 

O pedreiro foi preso horas depois e confessou ter cometido a chacina. Ele relatou aos policiais que esfaqueou Cleci Calvi Cardoso, 46, e suas 2 filhas Miliane Calvi Cardoso, 19, Manuela Calvi Cardoso, 13 e, enquanto elas ainda agonizavam, as estuprou. A filha mais nova, Melissa Calvi Cardoso, 10, foi morta asfixiada.

Sem foto
Sobre o município
Ver notícias
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,60 +0,00%
Euro
R$ 6,10 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,63%
Bitcoin
R$ 395,441,00 -1,12%
Ibovespa
127,616,46 pts -0.03%
Lenium - Criar site de notícias